Melhor configuração de QlikView para VMware

Fala pessoal, tudo bom?

Esse mês estamos falando muito sobre medições de desempenho para QlikView. Na semana passada falamos bastante sobre virtualização, seus mitos e verdades. Sabemos que, para ambientes consideravelmente grandes, chegamos a uma perda de 35% de performance em relação a um hardware físico dedicado.

Hoje quero compartilhar um material que explica como devemos aplicar as configurações abordadas, na semana passada, em uma máquina virtual. Neste artigo iremos tratar das configurações para o VMware, mas porque somente VMware? Fiz uma pesquisa e esta é a arquitetura de virtualização mais utilizada no meio corporativo.

Nota importante: Todo o material foi retirado da QlikView Scalability Group – Visitem a página da comunidade aqui.

Chega de enrolação, vamos lá!

Primeiro de tudo, para obter o máximo proveito do seu host VMware para QlikView, certifique-se de dedicar todo o recurso para ele. Se o VMware não estiver configurado com recurso dedicado para QlikView sofrerá muita perda de performance.

1) Recomendação SCSI, para obter um melhor desempenho para o disco I / O

01

2) Pode haver casos em que um aplicativo em execução em uma máquina virtual começa a consumir uma grande quantidade de recursos e, como resultado, a VM começa a esgotar-se de RAM e CPU. O QVS é um aplicativo crítico e precisa estar sempre disponível, você não pode simplesmente desligá-lo para adicionar mais memória RAM e CPU. Estes são os tipos de casos em que deve-se adicionar os recursos no quente, ou seja, sem desligar ou parar a máquina virtual ou qualquer um de seus aplicativos. O nome do recurso a ser ativado é Hot-Plug.

02

3) Ligue o log. Parece ser algo simples, mas o log SEMPRE nos alerta de um problema que esta para ocorrer. Monitorar log não é uma tarefa fácil, mas pode nos prevenir de muitos problemas.

03

4) Configure o adaptador de rede com a melhor tecnologia: “1000 Mb Full Duplex”. Além disso, certifique-se de usar o driver de rede do VMware e não o encontrado pelo Windows.

04

5) Desative o Balonismo.

Balonismo ou “Virtual memory ballooning” é uma técnica utilizada pelo Hypervisor que permite a retirada de memória não utilizada de determinada VM e compartilha essa memória com outras (VMs). O Balonismo permite o estouro da memória física alocada para determinada VM, pois esse recurso garante que mais memória será liberada oriundo de outra VM.

Neste link, existe um post muito interessante explicando como funciona e o que causa a desativação deste método.

6) Garanta 100% da CPU alocada para o QVS

06

7) Garanta 100% da Memória alocada para o QVS

07

8) Garanta 100% do disco físico alocado para o QVS

08

9) Desabilite o CPU Hyper threading

09

10) Desabilite o NUMA

10

Conclusão: Lembre-se sempre de monitorar o desempenho de seu QVS dentro da VM e assim saber identificar qual é a hora de passar a configuração para um hardware físico dedicado ou então para um cluster de servidores.

Até a próxima semana! 😀

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s